PENSAMENTOS JURÍDICOS

 O pensar do advogado não é puro raciocínio, mesmo porque o direito não é lógica pura; o seu pensar é, ao mesmo tempo, inteligência, intuição, sensibilidade e ação. A lógica do direito não é uma lógica formal, senão uma lógica viva, feita de todas as substâncias de experiências humanas. (Eduardo J. Couture)

O advogado é o homem que crê no Direito como melhor instrumento para convivência humana, que crê na Justiça como o destino normal do Direito, na Paz como substituto bondoso da Justiça, e que crê, sobretudo, na liberdade sem a qual não há Direito, nem Paz, nem Justiça. (Eduardo J. Couture)

Nós nunca nos comprometemos ao vencimento de causas, nunca endossamos saque sobre a consciência dos tribunais, nunca abrimos bancas de vender pele de urso antes mortos. Damos ao nosso cliente o nosso juízo com o nosso conselho, a nossa convicção com o nosso zelo; e depois, quanto ao prognóstico e à responsabilidade, temos a nossa convicção por igual à do médico honesto, que não conta vitórias antecipadas como os curandeiros, nem se há por desonrado, quando não debela casos fatais.  (Rui Barbosa)


Autor: Dr. Marconi Mendonça da Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *